Turmalina da Serra

Engenho produz cachaça ao som de música clássica

Local está aberto para visitação de turistas; passeio cerca de duas horas

Produção do engenho varia entre 20 mil a 30 mil litros por ano
Produção do engenho varia entre 20 mil a 30 mil litros por ano
A Paraíba tem a maior produção de cachaça do Nordeste, segundo dados divulgados pelo Ministério da Agricultura, por meio do anuário 2020 ‘A cachaça no Brasil’. O Estado tem 33 registros de estabelecimentos produtores, o sexto no ranking nacional. Em relação às cidades que contam com maior número de produtores de cachaça, a Paraíba também se destaca. Areia, na região do Brejo, conta com sete estabelecimentos, se posicionando em 7º no ranking nacional. Alagoa Nova, cidade próxima a Areia, fecha o top 10, com seis estabelecimentos produtores.

A cachaça em Areia tem trazido uma série de benefícios para a região, a partir das atividades relacionadas também ao turismo de experiência. Há pelo menos seis engenhos que estão à disposição dos turistas para visitação, algo que vem se tornando bastante intenso nos últimos anos, conforme empresários que exploram essa atividade e que estão inserido na Rota dos Engenhos.

Engenho Turmalina da Serra terá chalés
O publicitário Jurandir Miranda trocou a correria do trabalho das cidades grandes pela bucólica Areia, a cerca de 90 km de João Pessoa, capital da Paraíba. Adquiriu uma área de 110 hectares. com 60 mil m² de Mata Atlântica preservada, reformou praticamente tudo e começou a intensificar o aprendizado de como funciona a indústria da produção da cachaça. Fez cursos, viajou pelo Brasil e Europa e conseguiu notoriedade na produção de sua cachaça, sendo, inclusive, premiada durante a Expo Cachaça, evento realizado em Minas Gerais.

O engenho está aberto à visitação e a procura não para desde então. Os grupos podem curtir o conhecimento da produção da cachaça e contemplar a natureza por cerca de duas horas. O local é paradisíaco, com lago, cachoeiras, área para trilhas, que podem ser feitas a pé ou motorizado (há quadriciclos disponíveis).

Após as visitas ao setor de produção de cachaça e de toda a área do engenho, as pessoas podem degustar algumas das cachaças na lojinha do Turmalina.

O sucesso do trabalho do Engenho Turmalina da Serra chegará ao ápice com a construção de unidades habitacionais para atender as pessoas que optarem por uma estadia em plena natureza. Segundo Jurandir, o projeto para a construção de 10 chalés está pronto e deve ser colocado em prática até o segundo semestre de 2021.

Fermentação ao som de música clássica
A produção de cachaça no Engenho Turmalina da Serra varia entre 20 mil a 30 mil litros por ano. Toda a cana de açúcar utilizada é extraída da propriedade. Todo processo de produção é artesanal e o tempo da moagem chega a quatro meses. Um detalhe interessante é que o período de fermentação caiu de 46 horas para apenas 26 horas com a utilização de músicas clássicas. Segundo estudos, a música clássica harmoniza melhor a união de moléculas, melhorando, consequentemente, a harmonização da cachaça e acelerando o processo de produção.
Voltar Voltar Voltar ao topo da página Topo


Principal  |   Expediente   |   Sugestões   |   Anuncie

© 2022 Turismo & Negócios - Todos os direitos reservados

[email protected]