Prefeitura de Maceió

Discute implantação do primeiro Parque Marinho

Área de conservação poderá ser mais uma aliada na preservação das riquezas naturais da capital

Ricardo Santa Ritta, secretário de Turismo, Esporte e Lazer se reuniu com a equipe da Semtel
Ricardo Santa Ritta, secretário de Turismo, Esporte e Lazer se reuniu com a equipe da Semtel
Conhecida por suas belezas naturais inconfundíveis, a capital alagoana poderá ganhar mais um reforço no fomento à preservação marinha e à atividade turística. Isso porque a Prefeitura de Maceió, através da Secretaria Municipal de Turismo, Esporte e Lazer (Semtel), tem discutido a viabilidade de implantação do primeiro Parque Marinho da capital, uma Unidade de Conservação criada e protegida pelo Poder Público.

A iniciativa contemplará, inicialmente, a Pedra Virada, uma formação de corais e aquários naturais situados cerca de um quilômetro da faixa de areia da Praia de Ponta Verde, um dos principais cartões postais de Maceió.

O parque tem como principal meta a preservação de ecossistemas naturais de grande relevância ecológica e beleza cênica. Além das ações de preservação, a iniciativa também possibilitará o fomento das atividades ligadas ao turismo, contribuindo para a geração de novos postos de trabalho no setor.

Espaço é conhecido por sua extensa formação de corais e aquários naturais
Espaço é conhecido por sua extensa formação de corais e aquários naturais
As atividades serão realizadas sob ordenamento, seguindo as regras e controle do fluxo de visitantes, de embarcações motorizadas e evitando atividades que causem impactos negativos ao ecossistema marinho.

“A unidade de conservação será uma importante aliada na conscientização da população e turistas sobre a visitação sustentável dos recifes de coral que, além de grande beleza visual, concentram grande biodiversidade marinha da cidade”, destacou o engenheiro ambiental e assessor técnico da Semtel, Alan Resende.

Além do viés ambiental, o projeto também pretende desenvolver aspectos sociais, econômicos e culturais da região. De acordo com o secretário municipal de Turismo, Esporte e Lazer (Semtel), Ricardo Santa Ritta, o parque terá como principal objetivo salvaguardar a representatividade ecológica e proporcionar o uso sustentável desses espaços naturais.

“Queremos proporcionar à população o uso sustentável dos recursos naturais e ainda oportunizar o desenvolvimento de atividades econômicas sustentáveis, oferecendo mais um ponto turístico no destino”, finalizou o secretário.

O projeto ainda está em fase de estudo técnico de viabilidade. A Semtel formará uma equipe técnica em parceria com outras pastas da Prefeitura para mapeamento, estudo biológico e socioeconômico.
Voltar Voltar Voltar ao topo da página Topo


Principal  |   Expediente   |   Sugestões   |   Anuncie

© 2021 Turismo & Negócios - Todos os direitos reservados

[email protected]