Opinião

Empreendimentos Inteligentes, Inspiradores e Socialmente Responsáveis

"Cidades somente se tornam inteligentes quando conseguem enfrentar seus desafios a partir de uma visão de planejamento participativo e integrado"

Jorge Barros, Ph.D, CEO do Instituto SmartCity Business America
Jorge Barros, Ph.D, CEO do Instituto SmartCity Business America
Jorge Barros, Ph.D
CEO do Instituto SmartCity Business America
O que o Hotel Jatiúca em Maceió e o Restaurante Confraria Chico Mineiro da 104 Norte em Brasília têm em comum?

Empreendimentos Inteligentes inspiram a transformação para uma Cidade Inteligente. Infelizmente os exemplos ainda são poucos, mas já percebemos que uma participação mais ativa da iniciativa privada e da sociedade civil no planejamento e na gestão urbana são fundamentais para garantir o bom atendimento das necessidades cidadãs.

Numa cidade típica e moderna, quando o planejamento, a administração e a governança são operados de forma participativa, inteligente e sustentável, maximizam-se as oportunidades econômicas, minimizam-se os danos ambientais, o ambiente social se transforma positivamente, fomenta-se a criatividade, novos investimentos são atraídos, contribui-se para a formação de capital intelectual, eleva-se a competitividade local, propicia-se mais segurança, mais lazer, e se proporciona maior bem-estar para as pessoas.

Cidades somente se tornam inteligentes quando conseguem enfrentar seus desafios a partir de uma visão de planejamento participativo e integrado, uma visão que busque soluções inovadoras que estejam além do lugar-comum do atendimento isolado das necessidades da população.

O belíssimo Hotel Jatiúca, situado entre as margens da Lagoa da Anta e a estonteante orla da Praia de Jatiúca, em Maceió, tem 62 mil metros quadrados de conforto e bem-estar, e é desde 1970 um ícone de sucesso que orgulha os alagoanos. Sim, apesar de tão longevo, seus gestores sempre souberam inovar e moderniza-lo; investiram mais de 30 milhões nos últimos 10 anos em áreas de modernização e qualidade. Quem hoje se hospeda nesse hotel pela primeira vez tem a impressão de estar num lugar recém inaugurado, pois trata-se de um empreendimento moderno e detalhadamente pensado para agradar seus visitantes.

Entretanto, apesar de todas as excelentes instalações físicas e paisagísticas, o que realmente mais impressiona no maravilhoso Hotel Jatiúca é a qualidade do atendimento de seus funcionários. Ali, tem-se a sensação de que cada funcionário cuida do hotel e zela por seus clientes como se o hotel lhe pertencesse, como se eles fossem os próprios donos do negócio. Nessa época de pandemia, perfeitamente adaptado aos protocolos oficiais de prevenção, cada detalhe do cuidado preventivo de funcionamento é seguido à risca por todos, desde a recepção até o serviço de restaurante.

O Restaurante Confraria Chico Mineiro, situado na aprazível quadra 104 Norte da cidade de Brasília, é um lugar encantador e único. Administrado pelo simpático casal Meggy e Geraldinho, há décadas recebe uma clientela apaixonada pelos inigualáveis quitutes, pelo ambiente simpático, descontraído e cotidianamente alegre que esse empreendimento de sucesso oferece aos brasilienses e aos turistas que visitam a cidade. Sim, os pratos e os petiscos são todos inovadores e incrivelmente deliciosos; a Confraria Chico Mineiro há vários anos ganha prêmios de melhor restaurante do centro-oeste brasileiro, em várias categorias. Porém o que mais salta aos olhos é a qualidade do atendimento. Também na Confraria Chico Mineiro, tem-se a impressão de que todos os funcionários são os próprios donos do empreendimento, pois demonstram extremo zelo, atenção e preocupação em atender todos os clientes com requintes de excelência.

Será coincidência que essas características tão raramente encontradas, que estão visivelmente presentes no Hotel Jatiúca e na Confraria Chico Mineiro, sejam determinantes para um empreendimento ter sucesso? Pesquisando a história recente desses dois empreendimentos, descobri que durante os meses em que estiveram de portas fechadas, e mesmo agora ainda funcionando com as restrições necessárias, ambos empreendimentos mantiveram 100% do seus quadros de funcionários, não demitiram ninguém.

Em que será que os administradores do Hotel Jatiúca e do Restaurante Confraria Chico Mineiro apostaram ao decidirem abrir mão de parte de suas margens de lucro, até mesmo lançando mão de suas reservas financeiras, para manter seus negócios ativos e todos os seus funcionários empregados?

Parece que a pandemia fez com que um princípio pouco comum na maioria das empresas passasse a ser mais corajosamente praticado por uns poucos empreendedores inteligentes: a Responsabilidade Social. E parece que esse princípio pode vir a se tornar o novo paradigma que permeará negócios de sucesso, trazendo ainda mais lucro e longevidade empresarial para os proprietários, e mais qualidade de vida para os todos os cidadãos.
Voltar Voltar Voltar ao topo da página Topo


Principal  |   Expediente   |   Sugestões   |   Anuncie

© 2020 Turismo & Negócios - Todos os direitos reservados

[email protected]