Homenagem

Teatro de Arena Sérgio Cardoso faz história

Casa de Espetáculo foi berço e local de experimentos para a cena amadora alagoana

Casa recebeu nome do homenageado em 1972, ano da morte do ator
Casa recebeu nome do homenageado em 1972, ano da morte do ator
Em 14 de julho de 1972, Alagoas recebia o Teatro de Arena Sérgio Cardoso, cuja inauguração ocorreu com a apresentação do espetáculo "O Homem da Flor na Boca", de Luigi Pirandello, que tinha no elenco os atores Sérgio Cardoso, Jardel Melo e a atriz alagoana Nana Magalhães.

Idealizado pelo ator e então diretor do Teatro Deodoro à época, Bráulio Leite, o Arena foi construído e inaugurado no governo Afrânio Lages, aproveitando estrutura física já existente, onde funcionava o Bar Deodoro. A inauguração contou com a presença de personalidades do teatro brasileiro, como embaixador Paschoal Carlos Magno, que liderava no país o movimento de teatro amador.

Um mês depois de inaugurado, falecia o ator Sérgio Cardoso. Em sua homenagem, o Teatro de Arena recebeu o nome dele. Durante a ditadura militar (1964-1985), o Arena fez história, foi colocado à disposição dos poucos grupos de teatro amador de Maceió, que se mantiveram atuantes, apesar das restrições impostas à liberdade de expressão. Entre eles, a Associação Teatral das Alagoas (ATA), que existe até hoje e é o grupo mais antigo de Alagoas, à época, constituído por universitários, liderado pela atriz Linda Mascarenhas, a grande dama do teatro alagoano.

Sérgio Cardoso inaugura a casa em julho de 1972
Sérgio Cardoso inaugura a casa em julho de 1972
Ainda sobre seus momentos mais marcantes, destacamos Hoje é dia de Rock, de José Vicente e execução de cenários de José Cabral, o primeiro grande sucesso de crítica e público das artes cênicas de Alagoas, encenado no palco do Teatro de Arena Sérgio Cardoso. Foram 18 apresentações consecutivas, com plateia lotada.

O Arena é administrado pela Diretoria de Teatros do Estado de Alagoas (Diteal) e tem capacidade para 180 espectadores. Atualmente, o Teatro de Arena Sérgio Cardoso, além de sua programação cultural fruto de locação do espaço, abriga o projeto Quinta no Arena, sempre contemplando espetáculos alagoanos de artistas, grupos e companhias locais nas categorias artes cênicas (teatro, dança e circo) e música (popular e erudita).

Com um formato intimista, que permite contato maior do artista com o público, o Teatro de Arena Sérgio Cardoso faz parte da história de muitos artistas e grupos culturais alagoanos que viveram grandes momentos nesta casa. Anexo ao Deodoro, seu palco já recebeu milhares de espetáculos locais e nacionais ao longo de sua existência, um espaço almejado, querido e respeitado pela classe artística.
Voltar Voltar Voltar ao topo da página Topo


Principal  |   Expediente   |   Sugestões   |   Anuncie

© 2020 Turismo & Negócios - Todos os direitos reservados

[email protected]