Busca:     

Envelhecida em barris de cachaça

Cerveja alagoana é eleita a melhor artesanal do país

A cervejaria alagoana Hop Bros ficou em primeiro lugar na categoria Wood and Barrel-Aged
A cervejaria alagoana Hop Bros ficou em primeiro lugar na categoria Wood and Barrel-Aged
Ela ainda nem foi lançada, mas foi eleita a melhor cerveja artesanal em um dos mais importantes concursos cervejeiros do Brasil e da América Latina: Copa Poa de Cervejas. No dia 7 de novembro, em Porto Alegre, uma amostra da cerveja Barley Wine, produzida pela cervejaria alagoana Hop Bros, levou não apenas a medalha de ouro na categoria “Wood and Barrel-Aged” (envelhecida em barricas de madeira), como conquistou também a medalha de ouro na categoria “Best of Show” – ou seja, a melhor do concurso - entre 1450 amostras de cervejas de sete países.

A Barley Wine (em tradução literal, vinho de cevada) tem esse nome por ser um estilo de cerveja do tipo “strong ale” originado na Inglaterra com teor alcoólico de 8% a 12%, semelhante ao do vinho. A Barley Wine da alagoana Hop Bros, que tem teor alcoólico de 10%, usou em sua composição ingredientes ingleses (malte, lúpulo e até a levedura) e continua a maturar em barricas de carvalho francês usadas no passado para envelhecer uma linha especial de cachaças da marca alagoana Gogó da Ema. Como resultado, a cerveja ganha aromas que vão da baunilha (típica do carvalho francês) a notas de cachaça envelhecida.

Alagoanos também levaram a prata na categoria “Fruitbeers”
Alagoanos também levaram a prata na categoria “Fruitbeers”
De acordo com a Hop Bros, a Barley Wine só deve chegar ao mercado em março do próximo ano em série limitada (e numerada) de apenas 300 garrafas (no formato champanhe, de 750 ml, com rolha). “Estamos extremamente felizes e orgulhosos em mostrar que Alagoas pode produzir algumas das melhores cervejas do país e da América Latina”, diz Rodrigo Inojosa, sócio da Hop Bros.

Além da Barley Wine, outro rótulo da Hop Bros levou a medalha de prata na categoria “Fruitbeers” (cervejas frutadas) com a série experimental “All Of My Love” (que leva hibiscus, amoras e framboesa). Na mesma categoria, quem levou medalha de ouro foi outra cerveja produzida em Alagoas: a Enxerida, da Parêa cervejaria, lançada em outubro passado e comandada por duas mulheres: as sócias Magda de Barros e Karla Andrade.

Essa não é a primeira vez que Alagoas leva o prêmio “Best of Show” na Copa Poa de Cervejas. Na primeira edição do evento, em 2017, o rótulo English Serelepe Brasileira, da cervejaria alagoana Caatinga Rocks, também foi eleito o melhor artesanal do concurso composto por um júri de especialistas do Brasil e do exterior.
Voltar Voltar Voltar ao topo da página Topo


Principal  |   Expediente   |   Sugestões   |   Anuncie

© 2019 Turismo & Negócios - Todos os direitos reservados

[email protected]