Busca:     

Começo de Conversa

Oração por Alagoas!

Orgulho de sermos alagoanos! E Deus, apesar das angústias, pobreza e dificuldades que enfrentamos, também tem lá seu sentimento de alagoanidade

Aloísio Alves, publicitário e membro efetivo da Apalca
Aloísio Alves, publicitário e membro efetivo da Apalca
Aloísio Alves
publicitário e membro efetivo da Apalca
Alagoas comemora seus 201 anos de existência, uma longa vida de muitas mudanças ao longo tempo. Berço de tradições heroicas e imortais como Zumbi dos Palmares, Marechais Deodoro da Fonseca e Floriano Peixoto, Domingos Fernandes Calabar, este último recentemente absolvido do crime de traição por ter se aliado aos holandeses. Um julgamento simbólico realizado no fórum de Porto Calvo, onde foi morto por enforcamento há 383 anos quando pertencíamos à Capitania de Pernambuco.

Alagoas de tantas personalidades ilustres, como Arthur Ramos, Aurélio Buarque de Holanda, Cacá Diegues, Graciliano Ramos, Heckel Tavares, Jofre Soares, completando 100 anos, se vivo estivesse, em 20 de setembro. São inúmeras as personalidades que escreveram ou continuam escrevendo a nossa bela história ao longo desses duzentos e um anos – Nise da Silveira, Padre Teófanes, Zagalo, Jorge de Lima, o Menestrel Teotônio Vilela, Arnon de Mello, Visconde de Sinimbu – é infinita a lista de grandes personalidades, impossível caberem todos os nobres nomes neste pequeno espaço. Por isso podemos dizer que temos, sim, muito a comemorar.

Orgulho de sermos alagoanos! E Deus, apesar das angústias, pobreza e dificuldades que enfrentamos, também tem lá seu sentimento de alagoanidade.

Em setembro de 2011 escrevi para o rádio uma oração transformada em crônica que reproduzo nesta coluna como homenagem aos conterrâneos que, como eu, amam nossa terra: “Oh, Deus, sois o único Senhor da nossa vida e do destino de Alagoas. Libertai-nos dos falsos senhores e senhoras que nos iludem com suas promessas mentirosas.

Livrai-nos, Senhor, e tenha piedade dos milhares de viciados no crack que se matam e matam outros todos os dias para alimentar os horrores do vício. Clemência, Senhor, às mães infelizes que choram a dor da perda dos seus filhos, vítimas da tragédia da droga.

Livrai-nos dos insanos que eliminam ou mandam executar os supostos inimigos que cruzarem os caminhos das suas desonestas ambições.

Fazei, Senhor, que o alagoano tenha mais oportunidade de trabalho, escolas, hospitais, postos de saúde, transporte e segurança. Livrai-nos, Senhor, do castigo impiedoso das chuvas que tanto desespero e sofrimento têm causado às famílias mais humildes, habitantes das encostas e regiões ribeirinhas. Pedimos-te, Senhor, pelos nossos legisladores, para que ouçam o grito da sociedade e legislem pelo bem-estar de todos os alagoanos, deixando de lado seus interesses pessoais e proteção às oligarquias que fatiam suas capitanias em detrimento dos avanços pelo desenvolvimento.

Ilumina, Senhor, os nossos governantes do Estado e municípios para que governem com sabedoria, em sintonia com as necessidades do seu povo. Que a nossa justiça seja um instrumento da vossa paz, Senhor, julgando com coerência, austeridade, punindo com rigor os malfeitores e transgressores da lei.

Ilumina a consciência dos oprimidos eleitores que diante das urnas não sabem o que fazem – votam por um simples pedaço de pão ou uma promessa vazia que nunca se cumprirá – Oh, Senhor, sois o único guia das nossas vidas, do nosso coração e do destino de Alagoas. Amém!"
Voltar Voltar Voltar ao topo da página Topo


Principal  |   Expediente   |   Sugestões   |   Anuncie

© 2018 Turismo & Negócios - Todos os direitos reservados

[email protected]